Sherlock Holmes: o roubo da Coroa de Berilos e outras histórias - #DLBlogsUp

31 de janeiro de 2017
Oi amores, tudo bem?

Quem não conhece o lendário Sherlock Holmes? Acho que todo mundo aqui pelo menos já ouviu falar, ou então, passando pelo feed de notícias do Facebook, já deve ter encontrado a seguinte frase: "ora ora, temos um Xeroque Rolmes aqui". Bom, a primeira resenha do Desafio Literário Blogs Up é sobre ele!


Título: Sherlock Holmes: o roubo da Coroa de Berilos e outras histórias
Título original em inglês: The Adventures of Sherlock Holmes
Autor: Sir Arthur Conan Doyle
Tradução: Antonio Carlos Vilela
Editora: Melhoramentos
Local de edição: São Paulo (SP)
Ano de publicação: 2006
Nº de páginas: 127
Sherlock Holmes ainda hoje é um dos mais atraentes personagens dos romances policiais. Desvendar crimes que pareciam insolúveis até mesmo para a Scotland Yard, a famosa polícia inglesa, fez do seu nome um sinônimo de "detetive".
E, como a vida parece mesmo imitar a ficção, a imortal criação de Sir Arthur Conan Doyle continua a despertar o interesse de jovens e adultos, de tal forma que o seu endereço fictício - 221B, Baker Street - abriga hoje o museu do ilustre detetive, atraindo visitantes do mundo inteiro.
As fascinantes aventuras de Sherlock Holmes, escritas ao longo de quase quarenta anos, são agora apresentadas integralmente em nova tradução para o português, realizada por Antonio Carlos Vilela, autor de livros juvenis de muito sucesso.

Meu irmão Lucas acertou 100% ao me indicar e emprestar hehe esse livro. Pra quem nunca leu nada de Sherlock Holmes, o que era meu caso, ele e ótimo pra realizar esse primeiro contato e se familiarizar com os casos surpreendentes do detetive (e as soluções mais surpreendentes ainda) e a relação com seu fiel amigo, o doutor Watson. Além disso, as histórias são curtinhas, o que torna a leitura mais fácil.

O livro apresenta seis casos, totalmente independentes entre si, narrados por Watson. Não dá pra identificar se seguem uma ordem cronológica: enquanto em alguns a data é mencionada no decorrer da história, em outros, não fica claro em qual ano se passaram. O que há em comum entre todos os casos é o desfecho inesperado: eu formulava várias teorias na minha cabeça durante a leitura, e no final de cada um, aquilo que eu tinha imaginado passava bem longe do que realmente tinha acontecido!


Minhas histórias preferidas foram A Faixa Manchada e As Faias de Cobre. Ambas envolviam herança de família e jovens moças sob ameaça de perigo fatal graças à ganância daqueles que na verdade deveriam protegê-las. E, assim como no restante do livro, Holmes se mostrou um detetive sensacional, e mais que isso, além de ver o que ninguém mais viu, preocupou-se com a segurança das jovens e conseguiu mantê-las a salvo sem precisar sujar as mãos.


E como eu falei antes, as histórias são curtas, então são perfeitas tanto pra quem nunca leu Sherlock como pra quem busca desenvolver o hábito da leitura. Cada caso leva no máximo 2 horas pra ser lido; se a pessoa não tem muito tempo pra leitura, ou ainda não está acostumada a ler muita coisa de uma vez só, pode ler 1 caso por dia e ainda assim terminar o livro em menos de 1 semana!

Espero que tenham gostado! E não se esqueçam de comentar, ok? Beijos e até a próxima!

2 comentários:

  1. AI EU AMO ESSE PERSONAGEM <3
    Não me canso de falar dele, sabe? haha
    Ótima resenha ♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô sabendo haha! Mas te entendo perfeitamente, ele é simplesmente incrível!! <3
      Muito obrigada, Flávia! Beijão!

      Excluir